Monthly Archives

fevereiro 2018

Na Mídia – Janeiro

By | Pedro Abelha | No Comments

FÓRUM EVENTOS 2018

O Fórum Eventos, considerado o mais relevante encontro de inovação em eventos no Brasil e no exterior, já está com as inscrições abertas para a edição de 2018. O encontro vai acontecer nos dias 23 e 24 de abril, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo e as inscrições já podem ser solicitadas pelo site: www. forumeventos.net. A edição deste ano vai reunir mais de 50 palestras com experts nacionais e internacionais. Entre os temas dos painéis, estão a destruição criativa – eventos disruptivos, a transversalidade – gênero, raça e social, guerra das startups, cultura de inovação, comunidades virtuais, novas moedas de troca, o poder de mensurar, a nova jornada do consumidor, além de temas que irão abordar inovação, futuro, reputação, hitech, e inspiração, tudo isso com foco especi co em Eventos. As inscrições têm desconto até o dia 16 de fevereiro.

 

ANÚNCIO EM VÍDEO IN-STREAM

O Twitter passa a disponibilizar no mercado brasileiro o anúncio em Vídeo In-Stream, novo formato de publicidade em vídeo que permite que os anunciantes associem suas marcas a um conteúdo premium de maneira segura e em escala. Considerando o público-alvo da campanha e os assuntos de interesse do consumidor a ser impactado, os anúncios da marca são veiculados em vídeos criados por parceiros produtores de conteúdo nos segmentos de entretenimento, esportes e notícia, divididos em 15 categorias.
Os anúncios são exibidos antes do início dos vídeos dos parceiros (pre-roll), que são selecionados de acordo com o per l indicado pelo anunciante. Com o anúncio em Vídeo In-Stream, as marcas têm a oportunidade de participar das conversas que estão acontecendo em tempo real na plataforma a partir dos diferentes conteúdos em vídeo que estão sendo assistidos pela sua audiência. Além disso, o fato de os vídeos disponíveis para receber anúncios serem produzidos por parceiros do Twitter garante que a marca esteja atrela- da a um conteúdo de qualidade e seguro (brand-safe).

 

EXCESSO DE FERIADOS

O ano de 2018 será generoso em feriados: catorze, sendo dez deles prolongados e “caindo” em dias da semana, o que representa dezesseis dias a mais de folga, contando as possíveis ‘emendas’. Quem não gosta nenhum pouco dessa história são os lojistas virtuais. O fato de as pessoas ficarem mais tempo ao ar livre e longe do computador provocam quedas nas vendas do setor. A rede de a liação Awin, que atende 17 dos 20 maiores e-commerces do país e outras 300 lajas virtuais, estima que cada feriado seja responsável por derrubar as vendas em até 9% entre seus anunciantes, na comparação com dias normais. Já um estudo da Confederação Nacional do Comércio, aponta que o prejuízo se estende também ao varejo físico e à indústria.

A entidade aponta que, no ano passado, por conta dos feriados, varejo e indústria deixaram de lucrar R$ 22 bilhões e R$ 66 bilhões, respectivamente. Mas existem maneiras de mudar esse cenário. Rodrigo Genoveze, Country Manager da rede de a liação Awin no Brasil, orienta como o lojista pode melhorar seu desempenho em períodos menos aquecidos. “Utilizar cupons de desconto para uma seleção de produtos, destacá-los na página inicial do site, fazer ações de frete grátis e produzir uma peça temática para enviar à base de clientes são exemplos de medidas que podem ser colocadas em prática para chamar atenção do cliente e incentivar o consumo”, indica.

 

NOVA DORETORIA DA AMPRO

A AMPRO – Associação de Marketing Promocional empossou sua nova diretoria oficialmente, em cerimônia no Teatro Santander, na capital paulista. Para o biênio 2018/2019, dão continuidade na direção da Entidade o chairman Celio Ashcar Jr. e o presidente Wilson Ferreira Jr. Junto com eles, assumem oito vice-presidentes: Maurício Magalhães (VP Nacional), Ricardo Beato (Financeiro), Moisés Gomes (Assuntos Governamentais), Rafael Phoca (Assuntos Regionais), Tony Coelho (Assuntos Acadêmicos), Denise de Cássia (Estratégia e Comunicação), Igor Tobias (Relações Sustentáveis) e Cristiano Miano (Convergência). Nas diretorias regionais, assumem Marcio Viana (Capítulo Norte/Nordeste), Débora Tenca (Regional Sudeste), Tiago Fattori (Regional Sul) e Mateus Vianna (Regional Centro-Oeste). À frente dos cinco Comitês da Entidade estão: Sergio Alves (Comitê de Trade Marketing), Dilma Campos (Comitê de Relações Humanas), Luiz Salles (Comitê de Marketing de Incentivo), Elza Tsumori (Comitê de Regulamentação) e Andrea Prochaska (GEA – Grupo de Estudos Acadêmicos). Para o novo Conselho Consultivo, foram convidados Adriana Ribeiro (Bullet), Ana Paula Andrade (Marco), Marcio Esher (Banco de Eventos), Pipo Calazans (Tracy Locke), e Ronaldo Ferreira (Agência Um). O Conselho Consultivo Convidado de 2016/2017 torna-se permanente, com Bazinho Ferraz (B!Ferraz), Claudio Xavier (Tracy Locke), Maria Laura Nicotero (Momentum), Paulo Focaccia (FAS Advogados) e Silvana Torres (Mark Up).

 

APROVEITANDO O SUPER BOWL

Durante o Super Bowl, a transmissão de televisão mais assistida nos Estados Unidos, foi lançada uma nova ação de marketing de AUD$ 36 milhões pelo Tourism Australia, com o objetivo de valorizar o turismo americano nas terras Down Under. Com o patrocínio da Qantas, American Airlines e Wine Australia e com participação de algumas das maiores celebridades da Austrália, esta é a maior campanha feita pelo Tourism Australia nos Estados Unidos desde os famosos anúncios de Go Say G’Day de Paul Hogan, há mais de 30 anos. O ministro australiano do Comércio, Turismo e Investimento, Steven Ciobo disse que 2018 apresentou a oportunidade perfeita de “atingir agressivamente” o mercado norte-americano. Inicialmente dando a aparência de um trailer o comercial para um novo lme do “Crocodilo Dundee”, o anúncio de sessenta segundos foi habilmente convertido em uma incrível vitrine para o turismo australiano. Para converter o interesse em reservas, o Tourism Australia também publicou itinerários de viagem personalizados e informações de destino inspiradoras no Australia.com, apoiadas em um “mercado” dedicado que inclui passagem aérea e ofertas de férias personalizadas de 20 parceiros de campanha, todos destinados a incentivar os americanos a reservar uma viagem para as terras Down Under.

Direto de Brasília – Janeiro

By | Renato Riella

Produção de grãos menor este ano

A produção de grãos da safra brasileira 2017/2018 pode chegar a 225,6 milhões de toneladas, segundo a Conab.Mesmo com um recuo de 5,1% em relação à safra passada, que foi a maior de toda a história (237,7 milhões de t), a safra deste ano deve fi car em segundo lugar entre todas as anteriores. Entre as culturas, a preferência do produtor segue pelo milho e a soja, que representam quase 88% dos grãos produzidos.

  Juros caem, mas bancos exploram

Juros caem, mas bancos exploram O Banco Central anunciou a queda da taxa básica de juros (Selic), de 7% para 6,75% ao ano. Logo depois, os principais bancos do país anunciaram a redução dos custos dos empréstimos que fazem à clientela, mas os brasileiros não acreditam nisso. Os juros do cheque especial e do cartão de crédito permanecem em faixas acima de 300% ao ano, o que parece assustador para todos os consumidores. Será que melhora?

 

FHC se aproxima de Huck e surpreende

No plano político, uma situação surpreendente vem do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que demonstra simpatia pela candidatura do apresentador Luciano Huck a presidente. O candidato natural do PSDB, Geraldo Alckmin (governador de São Paulo), está incomodado com isso e ainda tem outro problema: o ex-senador e atual prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, exige disputar a vaga em prévia dentro do partido.

 

Salário-moradia de juízes assusta

Em fevereiro, o salário-moradia da Justiça e do Ministério Público se transformou na maior polêmica. Ficamos sabendo que o juiz Fernando Bretas e a mulher (também juíza) recebem, cada um, mais de R$ 4 mil por mês desse benefício. O juiz Sérgio Moro, com casa própria em Curitiba, também não abriu mão da ajuda. E surgiu um juiz rico, que tem mais de 60 imóveis, e ainda assim exige receber o auxílio-moradia. Todos os brasileiros aguardam que o Supremo Tribunal Federal estabeleça regras para este abuso.

Febre amarela é fator de preocupação

O Brasil confi rmou 353 casos de febre amarela e 98 óbitos no período de 1º julho de 2017 a 6 de fevereiro deste ano. No mesmo período do ano passado, confi rmados 509 casos e 159 óbitos. Os números são do Ministério da Saúde. Os balanços foram encaminhados pelas secretarias estaduais de saúde. Ao todo, notifi caram-se 1.286 casos suspeitos, sendo que 510 foram descartados e 423 permanecem em investigação.

 

Previsto crescimento do PIB de 2,70%

O governo, através do Ministério do Planejamento, está otimista e atualizou a projeção para o crescimento da economia, este ano, de 2,5% para 3%. Os principais analistas financeiros, consultados semanalmente pelo Banco Central, estão mais contidos e acham que o crescimento do Produto Interno Bruto – a soma de todas as riquezas produzidas pelo país – será de 2,70% no final deste ano.

Ficha Limpa já tirou dez mil das eleições

A Lei da Ficha Limpa é clara: político condenado em segunda instância, por colegiado (turma de juízes), está inelegível. Em duas eleições municipais e uma eleição geral, mais de 10 mil políticos já foram afastados das funções, milhares deles proibidos pela Justiça Federal e muitos outros por autodesistência. O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, tranquilizou os brasileiros, ao dizer que a Justiça Eleitoral será irredutível na aplicação da Lei da Ficha Limpa.

 

Tudo indica que Lula será preso em março

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sediado em Porto Alegre, publicou o acórdão da decisão que confirmou a condenação do ex-presidente Lula na ação penal envolvendo o trí- plex no Guarujá (SP) e aumentou a pena para 12 anos e um mês de prisão. A defesa de Lula apresenta os chamados embargos de declaração. Se estes forem rejeitados, o réu condenado pode ser preso ainda no mês de março, o que dará um choque no Brasil.

 

Inflação em 2018 pode ser maior que 2017

Analistas financeiros consultados pelo Banco Central prevêem que a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficará em 3,94% ao final deste ano. Vale lembrar que a de 2017 estabeleceu-se ligeiramente abaixo dos 3%. Para 2019, os especialistas prevêem crescimento do PIB em 3% e IPCA em 4,25%.

Biodiversidade capixaba

By |  Empreendedorismo, Meio Ambiente

Listas de fauna e flora ameaçadas de extinção serão atualizadas

Estado é recordista em descobertas de novas espécies para a ciência

Uma nova lista de espécies ameaçadas de extinção no Espírito Santo será entregue em 2018. A atualização é uma parceria entre o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Espírito Santo (Iema), a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) e o Instituto Nacional da Mata Atlântica (Inma).

O Espírito Santo vai ser o segundo Estado do Brasil a fazer a revisão da lista de espécies de fauna e flora ameaçadas de extinção. Com uma das maiores biodiversidades do planeta, o Espírito Santo é o Estado que mais descobre novas espécies de flora por hectare.

Com a lista é possível identificar as espécies que correm risco de extinção e traçar estratégias de conservação dessas populações. “Essa atualização é muito importante para a preservação da biodiversidade capixaba e também como incentivo a pesquisadores da área, que terão disponíveis um excelente banco de dados. Mais uma vez estamos saindo na frente.”, disse o diretor-presidente do Iema, Jader Mutzig.

Descobertas

Para Claudio Nicoletti de Fraga, chefe da divisão de ciências do Instituto Nacional da Mata Atlântica, revisar a lista de espécies ameaçadas do Estado será fundamental para incluir as descobertas científicas realizadas ao longo dos últimos anos.

“O Espírito Santo é recordista em descobertas de novas espécies para a ciência. Em plantas o número é de 9,7 espécies por 1000 km². O segundo lugar é o Rio de Janeiro com 5,1 espécies por 1000 km². Além das novidades taxonômicas, o Espírito Santo está entre as regiões de maior biodiversidade do mundo”, afirmou Claudio.

Atualmente são reconhecidas 753 espécies de plantas e  208 espécies de animais ameaçados no Espírito Santo. Entre as plantas, as orquídeas possuem os maiores números de espécies ameaçadas, enquanto para a fauna as aves são as que correm mais perigo.

 

Janeiro exportador

By | Economia

Balança comercial registra maior saldo para o mês em 12 anos

O aumento dos embarques de alguns tipos de grãos e de aviões fizeram a balança comercial fechar o primeiro mês de 2018 com o melhor saldo positivo registrado para o mês em 12 anos. Em janeiro, o país exportou US$ 2,768 bilhões a mais do que importou. Desde 2006, quando o saldo havia fechado em US$ 2,83 bilhões, o indicador não registrava um saldo tão expressivo para meses de janeiro.

As exportações totalizaram US$ 16,968 bilhões em janeiro, com alta de 13,8% sobre o mesmo mês de 2017 pela média diária. As vendas externas bateram recorde para o mês desde o início da série histórica, em 1989.

As vendas de produtos básicos cresceram 11,2% na comparação entre janeiro de 2018 e janeiro de 2017 pelo critério da média diária. Os destaques foram milho em grão (crescimento de 92,4%) e soja em grão (alta de 62,9%). As exportações de produtos semimanufaturados subiram 1,1%. As vendas de produtos industrializados aumentaram 23,6%, também pela média diária, puxadas por aviões, com crescimento de 108,7% em relação a janeiro do ano passado.

Em 2017, os preços médios das mercadorias exportadas subiram apenas 0,81%. A quantidade exportada, no entanto, aumentou 12,9%, compensando a estabilidade nas cotações das commodities.

Importações

O reaquecimento da economia também fez as importações continuar a subir em janeiro. As compras do exterior somaram US$ 14,198 bilhões no mês passado, com alta de 16,4% sobre janeiro de 2017 pela média diária.

As importações de combustíveis e lubrificantes aumentaram 96,3% em relação a janeiro do ano passado. As compras de bens intermediários e de consumo subiram 5,8% e 19,2%, respectivamente. As importações de bens de capital (máquinas e equipamentos usados na produção) subiram 11,4% em 2017.

Depois de o saldo da balança comercial ter encerrado 2017 em US$ 67 bilhões, o maior resultado positivo da história, o mercado estima um superávit menor em 2018 motivado principalmente pela recuperação da economia, que reativa o consumo e as importações.

Segundo o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, os analistas de mercado preveem superávit de US$ 54,5 bilhões para este ano

Mais estradas no sertão cearense

By | Estados

O governador do Ceará, Camilo Santana, entregou mais 70 quilômetros de estradas no Sertão Central do Estado. As obras integram o Ceará de Ponta a Ponta – Programa de Logística e Estradas do Ceará – e incluíram a restauração e pavimentação de trechos da CE-371 nos municípios de Milhã e Deputado Irapuan Pinheiro.

Foram realizados serviços de movimentação de terra, pavimentação asfáltica, drenagem, sinalizações horizontal e vertical e proteção ambiental. O custo totalizou R$ 53 milhões, investimento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) com contrapartida do Tesouro Estadual.

Camilo Santana destacou que as intervenções dos trechos já trazem impacto positivo no tráfego da região, com melhores condições de mobilidade para as famílias e também o melhor escoamento da produção – em especial do leite, principal mercadoria produzida na cidade de Milhã.

O governador reiterou que o Ceará de Ponta a Ponta é um programa bem planejado que comprova o equilíbrio das finanças do Estado. “Diante da crise dos outros estados, o Ceará continua investindo e garantindo ações prioritárias para os municípios. E investir é construir novas escolas e novas estradas. Para isso, o Estado precisa estar equilibrado e em boas condições financeiras”, ressaltou.

Obras

A restauração da rodovia CE-371 compreendeu o trecho de 35,4km que liga as localidades Milhã, Betânia e Deputado Irapuan Pinheiro. A obra teve orçamento de R$ 17,63 milhões.

O serviço de pavimentação foi realizado no trecho da CE-371 que liga Deputado Irapuan Pinheiro até Acopiara, numa extensão de 35,2 km. O investimento foi de cerca de R$ 35 milhões.

Camilo Santana já autorizou a realização de novas obras na região, como a reforma da rotatória da BR-116, a pavimentação asfáltica dentro da cidade e a ordem para início das obras da estrada Milhã – Carnaubinha, sonho antigo dos moradores dos municípios.

 

Previdência Social completa 95 anos

By | Nacional

A Previdência Social brasileira completou 95 anos amparando milhões de brasileiros com o pagamento de aposentadorias, auxílios, salário-maternidade e pensão por morte. Mensalmente, a Previdência paga mais de 29 milhões de benefícios somente no  Regime Geral de Previdência Social (RGPS), transferindo para a economia do país valor superior a R$ 36,9 bilhões.  A maior parte desses benefícios são aposentadorias que hoje correspondem  a 20 milhões de benefícios.

Do total de benefícios pagos, mensalmente, a segurados do RGPS, 20,2 milhões são da clientela urbana e 9,5 milhões são benefícios rurais. O total de aposentadorias pagas a segurados urbanos foi de 13,1 milhões e 6,9 milhões a segurados da área rural.

A data é uma homenagem à publicação da Lei Eloy Chaves, em 24 de janeiro de 1923, que instituiu a base do sistema previdenciário brasileiro, por meio da criação da Caixa de Aposentadorias e Pensões para os empregados das empresas ferroviárias

 

Déficit

 

Em 2017, a Previdência Social registrou um déficit nominal de R$ 182,4 bilhões, crescimento de 21,8% em relação a 2016. A despesa com benefícios cresceu 9,7% e fechou o ano em R$ 557,2 bilhões. A arrecadação, diferentemente do que aconteceu em 2016, cresceu 4,6%, somando R$ 374,8 bilhões.

O valor leva em conta o pagamento de sentenças judiciais e a Compensação Previdenciária (Comprev) entre o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) de estados e municípios.

Considerando o PIB projetado para 2017, a despesa com benefícios do Regime Geral de Previdência Social representou 8,4%. A arrecadação líquida foi responsável por 5,7% do PIB e o déficit chegou a 2,8%.

Segundo o secretário de Previdência, Marcelo Caetano, houve incremento de R$ 32 bilhões no déficit do RGPS. “Esse é o maior déficit desde 1995, tanto em termos nominais quanto reais”, declarou. Nesse contexto, o secretário voltou a defender a necessidade de o Congresso Nacional aprovar a reforma da Previdência.

A previdência dos servidores públicos da União (considerando-se civis e militares) também teve déficit recorde em 2017: R$ 86,3 bilhões, um aumento de 11,9% em relação ao resultado de 2016. O déficit é a diferença de R$ 37,1 bilhões de arrecadação e R$ 123,5 bilhões de despesa com pagamento de benefícios.

Congresso abre ano legislativo

By | Política

Mensagem presidencial destaca retomada do crescimento

A retomada do crescimento econômico e a reforma da Previdência Social foram os pontos principais da mensagem presidencial lida na sessão solene do Congresso Nacional que inaugurou o ano legislativo de 2018.A sessão foi comandada pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira, com a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmen Lúcia.

A mensagem do presidente da República, Michel Temer, trazida pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, destacou indicadores econômicos considerados positivos no último ano, como a baixa da inflação, a queda da taxa Selic a 7% ao ano e a queda do risco-Brasil. “Foram mais de R$ 142 bilhões em investimentos e virão mais ainda em 2018. Um país que vai bem tem condições de manter programas sociais”, afirma o texto da mensagem, listando execuções no programa Minha Casa, Minha Vida, o reajuste do Bolsa Família e a liberação de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Violência

O texto faz um balanço das ações de combate à violência, citando intervenções da Força Nacional e das Forças Armadas quando necessário no Rio de Janeiro e no Espírito Santo. Em relação à saúde, o Poder Executivo diz que melhorou a gestão, economizou em atividades-meio para investir na prestação de serviços ao cidadão, com aumento do número de médicos, de agentes comunitários de saúde, de equipes de saúde da família e ampliação das Unidades de Pronto Atendimento 24 horas.

Na área trabalhista, a mensagem faz uma defesa das mudanças na legislação provocadas pela reforma da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e novas regras de terceirização. “Em nome do crescimento e do bem-estar do brasileiro atualizamos a legislação trabalhista. A nova lei da terceirização dá mais liberdade de contratação. A modernização trabalhista dá mais eficiência à economia, que também está sendo destravada”, afirma Temer, na mensagem encaminhada ao Congresso.

 

Brasil ganha espaço no mapa turístico

By | Capa

Natureza é principal atrativo de destinos-tendência no país

Brasil é o mais competitivo do mundo em recursos naturais

Estruturar os destinos para conquistar mais turistas

Brasil articula seminários para atrair novos investidores

 

Rankings, listas e premiações internacionais que mapeiam as tendências de viagem do ano apontam que o interesse por turismo sustentável, ecoturismo, natureza e sol e praia estão em alta e irão beneficiar o Brasil. E não é para menos. Rico em biodiversidade, reservas de água doce, com um litoral extenso e florestas preservadas, o Brasil é o país mais competitivo do mundo em recursos naturais, segundo o Fórum Econômico Mundial.

Se você quer conhecer “aquela” praia paradisíaca, combinar turismo e aventura em uma escalada nos cânions, tirar do papel aquele “detox digital” em um hotel-fazenda ou um retiro espiritual entre montanhas, comece a se programar desde já. Pegue o calendário de feriados 2018, escolha seu destino e boa viagem.

Cenários

A revista americana “Travel & Leisure”, referência internacional do setor de viagens no mundo, divulgou sua lista anual dos 50 melhores lugares para viajar em 2018. De acordo com a publicação, sempre há algo novo a explorar nas Cataratas do Iguaçu (PR) e em São Paulo (SP), representantes brasileiros da lista. Enquanto o Parque Nacional do Iguaçu abriga um incrível exemplar do Patrimônio Natural da Humanidade – as 275 quedas que formam as cataratas e toda a beleza da cortina d’água e sua fauna e flora –, São Paulo é destaque pela cena artística e cultural fervilhante e pela gastronomia e hotelaria de luxo.

Brasília (DF) e Curitiba (PR) aparecem no 2º e 3º lugares, respectivamente, da categoria “destinos em alta” na América do Sul, pelo prêmio Travellers’ Choice 2018, distinção concedida pelo site de viagens Trip Advisor. A lista é baseada em milhares de avaliações e opiniões de viajantes do mundo todo, bem como no aumento das buscas dos visitantes do site e avaliações positivas ali registradas. Coincidência ou não, há “traços” em comum nos pontos turísticos mais visitados nas duas capitais: as obras de Oscar Niemeyer (como a Catedral de Brasília e o Museu de Curitiba) e os recantos de natureza (como o Jardim Botânico em Curitiba e o Parque da Cidade em Brasília).

Segundo o Airbnb, plataforma online de reserva de acomodações no mundo todo, duas cidades brasileiras estão em ascensão de popularidade e devem registrar aumento de demanda em 2018: Matinhos, no Paraná (+209% no número de reservas em 2017), e Guarapari, no Espírito Santo (+205%). As praias são democráticas, lindamente urbanizadas e bem preparadas para o turista, o que as coloca entre os destinos mais procurados de seus estados.

Natureza

A imponência da paisagem natural também é pré-requisito obrigatório da lista de destinos divulgada pelo Skyscanner, ferramenta de busca de passagens áreas e outros produtos turísticos. Junto com Foz do Iguaçu (outra vez!), aparecem as cidades de Lençóis (BA) e Parnaíba (PI), que devem atrair grande volume de visitantes em 2018. Lençóis é a cidade-base para conhecer as atrações da Chapada Diamantina, parque nacional que reúne cachoeiras, grutas, cavernas, cânions, piscinas naturais e vales, como o do Pati. Já Parnaíba é a cidade-mãe do Delta do Parnaíba, uma das paradas da encantadora Rota das Emoções, que reúne atrativos do Piauí, Ceará e Maranhão.

A Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, escondida no coração da Amazônia, é finalista 2018 da Categoria Community Award do prêmio “Tourism for Tomorrow”, do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla em inglês). Mamirauá é a maior área de mata de várzea protegida do mundo e, no meio dela, flutua uma pousada ecológica de gestão compartilhada entre o Instituto Mamirauá e as comunidades da área da reserva. Sob a ótica do turismo de base comunitária, o local preza pela conservação dos recursos naturais da região com estrutura sustentável de energia (solar), água (da chuva coletada e armazenada), gastronomia (local) e liberação de efluentes (tratados antes de retornarem ao rio).

Uma associação de guias de ecoturismo foi criada pelos próprios moradores para ajudar na gestão do turismo local e fortalecer a organização. Ideal para viajantes com foco em ecoturismo e que querem experimentar a floresta “de perto”, oferece toda a beleza verdejante da Amazônia brasileira, combinada com o melhor da rica cultura local.

Infraestrutura

Os órgãos e entidades da Administração Pública Federal, Estadual, Municipal ou Distrital que pleiteiam apoio financeiro do Ministério do Turismo para a realização de obras de infraestrutura turística e eventos já podem inscrever os projetos no Sistema de Convênios do Governo Federal para a análise técnica das propostas cadastradas. A página do Siconv ficará disponível até o dia 22 de fevereiro.

“Este é o momento que os gestores têm para pleitear o apoio do MTur para estruturação dos municípios e realização de seus festejos. Esse trabalho em parceria é fundamental para desenvolver os destinos, para atrair mais turistas, gerar emprego e renda para o país”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão. Desde a criação do Ministério do Turismo, a Pasta já destinou mais de R$ 9 bilhões para obras de infraestrutura. Os projetos vão desde grandes obras, como construções de pontes e melhorias em rodovias, centros de convenções e de eventos, até intervenções em praças e outros atrativos, além da sinalização turística.

Os recursos para apoio a obras e eventos serão provenientes da programação orçamentária do Ministério do Turismo. Projetos com o mesmo objetivo apoiados por meio de emendas parlamentares, de caráter impositivo, não estão incluídos nessa etapa de inscrições.

Para inscrever o projeto, os órgãos públicos devem comprovar o caráter tradicional e de notório conhecimento popular e gratuito do evento. Serão considerados eventos de abrangência municipal, estadual ou regional, formalmente reconhecidos pelo órgão oficial de turismo do estado e que sejam realizados exclusivamente por órgão públicos há pelo menos três edições. O MTur apoia cachês de artistas e bandas musicais previamente cadastrados no ministério; a divulgação do evento em rádio, televisão, jornal e revista; e a locação de gerador, banheiro químico, tenda e palco.

Investidores

O Ministério do Turismo  está organizando uma rodada de negócios para atrair os principais investidores dos Estados Unidos para o Brasil. A ideia é divulgar as oportunidades de investimento no turismo para os principais empresários norte-americanos. Em parceria com a Embaixada do Brasil nos EUA e a Câmara de Comércio Brasil e Estados Unidos, o Ministério do Turismo vai promover pelo menos dois seminários em Nova Iorque e Washington até o fim do ano. Entre as áreas apontadas como alternativas para os investidores estão os parques nacionais e a hotelaria. Apesar de ser apontado como o número um do mundo em recursos naturais pelo estudo de competitividade do turismo do Fórum Econômico Mundial, o Brasil recebe pouco mais de 8 milhões de visitantes por anos nas unidades de conservação enquanto os EUA recebem mais de 300 milhões de pessoas nos parques nacionais. A ideia é promover, pelo menos dois seminários para os investidores americanos ainda no primeiro semestre deste ano.

Segundo o ministro do Turismo, Marx Beltrão, o Brasil tem promovido uma série de reformas que melhoram o ambiente de negócios no país. “Agora, precisamos mostrar aos principais investidores do turismo no mundo que apostar no Brasil é um bom negócio”.

“Temos oportunidades concretas. O desafio é mostrar que o país vive um novo momento e estamos prontos para receber as maiores empresas turísticas dos EUA”, completou José Antônio Parente, secretário Nacional de Estruturação do MTur.

De acordo com o embaixador do Brasil nos EUA, Sérgio Amaral, o Banco Interamericano de Desenvolvimento tem recursos disponíveis e deve ser envolvido no processo. “Muitos empresários norte-americanos se interessam em investir no Brasil, mas esbarram na burocracia. É preciso mostrar que o país se modernizou”, ressalta o diretor de eventos da Câmara de Comércio Brasil e Estados Unidos, Theodore Helms.