Foz do Iguaçu presta contas da saúde

By 5 de junho de 2018Câmaras & Assembleias

Relatório foi apresentado à Câmara de Vereadores

A Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu apresentou à Câmara de Vereadores o relatório do primeiro quadrimestre de 2018 com destaque para o aumento expressivo de atendimentos da Atenção Especializada. De acordo com secretária de saúde Katia Yumi, o número de atendimentos aumentou devido à ampliação da oferta de especialidades médicas. Do ano passado até agora, o governo municipal contratou 173 novos médicos e também ampliou o Programa de Residência Médica, hoje com 67 profissionais. Segundo os dados, nos primeiros quatro meses de 2017, o Centro de Especialidades Médicas (CEM) realizou 5.442 consultas e procedimentos. No mesmo período deste ano, foram contabilizados 25.299 atendimentos, um aumento de 364%. O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) aumentou em 125% o número de consultas na comparação com o ano passado: Foram 3.669 no primeiro quadrimestre de 2017 e 8.275 em 2018. O Laboratório Municipal, que em 2016 chegou a ficar fechado por falta de pagamento a empresa responsável, realizou nos primeiros quatro meses deste ano 165.460 exames, 42% a mais na comparação com o ano passado.

Especializadas

A partir de novos credenciamentos médicos, a Secretaria Municipal de Saúde também ofertou 4.322 consultas com ortopedista; 3.780 com neurocirurgião; 812 com neuropediatra; 1.839 com otorrino; 200 com endocrinopediatra; 349 com cirurgião vascular; 57 com infectologista; 55 com cirurgião do aparelho digestivo; 3 com cirurgião torácico, além de 256 pequenas cirurgias e biópsias. No Hospital Cataratas, através do convênio firmado com a Prefeitura, foram realizadas 254 consultas e 51 cirurgias eletivas de janeiro a abril deste ano. Ainda de acordo com o relatório, o número de atendimentos na Saúde Mental aumentou consideravelmente, o que significa que mais pessoas encontram amparo na busca pelo tratamento. O CAPS ad realizou 6.929 atendimentos no primeiro quadrimestre deste ano. O Caps 2 atendeu 4.324 pessoas e o Caps Infantil, 3.020 crianças e adolescentes.