Category

Meio Ambiente

Corredor para proteger onça pintada

By | Meio Ambiente

O Brasil vai se associar aos países das Américas do Sul, Central e do Norte nos esforços de proteção ao jaguar, felino que no Brasil é conhecido como onça-pintada (Panthera onca) e encontra-se na lista da fauna brasileira ameaçada de extinção. A espécie esta presente do sul dos Estados Unidos até o norte da Argentina. Segundo o diretor de Conservação e Manejo de Espécies do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ugo Vercillo,o pais vai participar ativamente dos esforços que estão sendo desenvolvidos para proteger a onça em toda a América e avançar na integração que resulte numa área regional de preservação do animal, como o Corredor das Américas.

“O Corredor das Américas é uma estratégia real e uma solução para proteger a onça-pintada, para evitar a perda de seu habitat. A implementação de áreas protegidas, do estabelecimento de novas áreas e da conexão dessas paisagens para ajudar a dispersão da onça-pintada em toda a sua área de ocorrência nas Américas pode garantir o espaço necessário para manter as populações de forma saudável”, reforçou.

Vercillo destacou que o Brasil possui legislação ambiental “robusta e abrangente” de apoio às ações de preservação da onça-pintada. Além disso, mantém um sistema amplo de unidades de conservação que se soma às áreas nativas que devem ser preservadas por lei nas propriedades rurais privadas.

“A lacuna neste processo é ligar o quadro regulamentar ao setor privado e facilitar um grande envolvimento desse setor na proteção do meio ambiente. Vários projetos no Brasil têm foco em construir esta ponte e identificar recursos para fortalecer esse trabalho”, afirmou Vercillo.

Ameaças

O Brasil detém a maior população de onças-pintadas em toda a área de distribuição da espécie. Segundo o chefe do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (Cenap), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade,, Ronaldo Morato, a perda de habitat, a perseguição e a caça são as maiores ameaças para a sobrevivência a longo prazo do animal no país.

No Brasil, a espécie é classificada como vulnerável na Amazônia e no Pantanal, em perigo no Cerrado e criticamente ameaçada de extinção na Mata Atlântica e Caatinga.

Biodiversidade capixaba

By |  Empreendedorismo, Meio Ambiente

Listas de fauna e flora ameaçadas de extinção serão atualizadas

Estado é recordista em descobertas de novas espécies para a ciência

Uma nova lista de espécies ameaçadas de extinção no Espírito Santo será entregue em 2018. A atualização é uma parceria entre o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Espírito Santo (Iema), a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) e o Instituto Nacional da Mata Atlântica (Inma).

O Espírito Santo vai ser o segundo Estado do Brasil a fazer a revisão da lista de espécies de fauna e flora ameaçadas de extinção. Com uma das maiores biodiversidades do planeta, o Espírito Santo é o Estado que mais descobre novas espécies de flora por hectare.

Com a lista é possível identificar as espécies que correm risco de extinção e traçar estratégias de conservação dessas populações. “Essa atualização é muito importante para a preservação da biodiversidade capixaba e também como incentivo a pesquisadores da área, que terão disponíveis um excelente banco de dados. Mais uma vez estamos saindo na frente.”, disse o diretor-presidente do Iema, Jader Mutzig.

Descobertas

Para Claudio Nicoletti de Fraga, chefe da divisão de ciências do Instituto Nacional da Mata Atlântica, revisar a lista de espécies ameaçadas do Estado será fundamental para incluir as descobertas científicas realizadas ao longo dos últimos anos.

“O Espírito Santo é recordista em descobertas de novas espécies para a ciência. Em plantas o número é de 9,7 espécies por 1000 km². O segundo lugar é o Rio de Janeiro com 5,1 espécies por 1000 km². Além das novidades taxonômicas, o Espírito Santo está entre as regiões de maior biodiversidade do mundo”, afirmou Claudio.

Atualmente são reconhecidas 753 espécies de plantas e  208 espécies de animais ameaçados no Espírito Santo. Entre as plantas, as orquídeas possuem os maiores números de espécies ameaçadas, enquanto para a fauna as aves são as que correm mais perigo.